Back To Top

Néctar Consulting

Marketing e TI

Saiba quais perguntas CMOs e CIOs devem responder ao escolher novas tecnologias

Marketing e TI são dois departamentos que cada vez mais trabalham em conjunto. Não é mais possível pensar em estratégias de marketing sem o uso de tecnologias para análise de dados que levem a uma melhor compreensão do cliente e do mercado. A abordagem correta agora é entender como é possível unir duas fontes de inteligência para promover ganhos de produtividade nas equipes envolvidas com ações de:

  • comunicação e posicionamento da marca;
  • otimização do relacionamento com o consumidor;
  • aumento de conversões.

 E quais líderes devem conduzir essa jornada?

Os CMOs (Chief Marketing Officer) e os CIOs (Chief Information Officer), trabalhando em conjunto para tornar metas e objetivos estratégicos em realidade.

A digitalização dos negócios transformou o papel dos CMOs e dos CIOs. A equipe de marketing sabe que seu sucesso agora depende de encontrar o equilíbrio adequado entre arte e ciência.  O mundo dos CMOs tornou-se técnico. De repente, eles têm de lidar com automação de marketing, inteligência de negócios e análises, ferramentas sociais e desenvolvimento web.

Enquanto isso, o universo do CIO gira em torno de entregar valor aos negócios. E isso significa ir além da eficiência de custos e da otimização de processos. Agora, eles precisam aumentar a velocidade de colocação de um produto ou serviço no mercado e inserir inteligência nas atividades. A parceria com CMOs ajuda os líderes de TI a expandirem suas habilidades de comunicação e se conectarem diretamente com o negócio.

Personalizado, contextualizado e dinâmico, esse novo modo de “pensar” o marketing requer uma estreita parceria entre CMOs e CIOs para ir além da simples aquisição de um cliente. O objetivo agora é entregar experiências únicas baseadas em análise de dados, entendendo as preferências, hábitos e comportamento de cada cliente. Ferramentas de marketing impulsionadas por tecnologias emergentes adaptam o conteúdo e identificam o melhor método de entrega nos pontos de contato físicos e digitais, criando uma jornada multicanal transparente.

Alinhando expectativas e requisitos

Por conta desse novo cenário, CMOs e CIOs cada vez mais estão alinhando as suas estratégias para transformar a experiência do cliente, buscando soluções que atendam as expectativas e os requisitos tanto do marketing quanto da TI.

O primeiro ponto no qual ambos devem concordar é que os dados são o ponto de partida de toda a estratégia de negócio. Então qual será a melhor solução que vai permitir integrar o grande volume de informações do cliente, que podem estar espalhados por diversos sistemas da empresa: nomes, endereços de e-mail, respostas a campanhas de marketing, volume de compra, contatos de pós-vendas, e também incorporar dados provenientes de fontes externas? CMO e CIO devem avaliar como uma nova ferramenta vai entregar a capacidade de coletar, integrar e analisar os dados para atender as necessidades do negócio.

Dentro dos dados residem informações valiosas que um CMO precisa para gerir eficazmente e com sucesso programas de marketing. Isto requer que os CMOs de hoje sejam orientados por dados e tenham a capacidade de analisar e interpretar os dados, para compreender as tendências de consumo, avaliar a reação dos clientes a conceitos, produtos e lançamentos e compreender as necessidades emocionais e técnicas dos consumidores dentro de um segmento específico. Esses insights podem moldar melhores abordagens de marketing e economizar recursos, aumentando a eficiência.

Parceria ideal

E dessa orientação a dados surge a parceria: CMOs, responsáveis por promover o crescimento, precisam da ajuda dos CIOs para transformar o grande volume de dados dos clientes em aumento de receita. E os CIOs, obrigados a transformar novas tecnologias em receita, precisam dos CMOs para orientá-los sobre os requisitos funcionais e técnicos para iniciativas de Big Data.

O objetivo é que os dois líderes consigam combinar o pensamento estratégico de marketing com a tecnologia, tenham uma compreensão clara da missão global da organização e como ela deve ser comunicada através de marketing. E também consigam entender como aplicar a tecnologia de forma estratégica, de forma a melhorar a performance das equipes a partir do emprego de aplicações, dispositivos e métodos inovadores e também avaliem como negociar projetos com a alta hierarquia da empresa a partir da apresentação de resultados mensuráveis e comprováveis.

Essa estreita colaboração entre marketing e TI só traz benefícios quando se pensa que uma área é a geradora de métodos para transformar informações estratégicas em insumo para tomada de decisão e para fidelização do cliente e, a outra, especialista nas ferramentas que vão coletar todas essas informações e oferecer a capacidade de serem transformadas em inteligência.

E qual a grande pergunta que ambos devem fazer? É “como vamos unir esforços e, juntos, avaliarmos a atual infraestrutura de cada setor e em quais melhorias vamos investir – automação, uma inovadora plataforma de CRM, recursos humanos – e quais são os objetivos no curto, médio e longo prazo”. Quando CMOs e CIOs trabalham em sintonia e em torno de um objetivo comum, compreendendo as necessidades e processos um do outro, os bons resultados não demoram a aparecer.

Post a Comment