Back To Top

Néctar Consulting

Internet das Coisas (IoT) nas empresas: aplicações e benefícios!

O mercado de Internet das Coisas (IoT) nas empresas tem previsão de crescimento para mais de 520 bilhões de dólares em 2021, segundo pesquisa da Bain & Company. 

A sua marca está preparada para acompanhar essa tendência?

Para descobrir, continue conosco e compreenda o impacto da Internet das Coisas, seus benefícios e aplicações da IoT nas empresas. 

Ao final do artigo, você terá informações suficientes para concluir se vale a pena modernizar o seu negócio para obter esses benefícios. Vamos lá?

O que é a Internet das Coisas (IoT)?

Primeiramente, vamos iniciar entendendo qual o significado da Internet das Coisas. 

Esse termo vem do inglês Internet of Things (IoT), e classifica todas as “coisas” (objetos, sistemas, equipamentos) que conseguem interagir com outros objetos utilizando a internet. 

Ou seja, são dispositivos conectados entre si com o objetivo de identificar padrões ou comportamentos de modo a realizar alguma função em resposta a eles.

Para ficar mais claro, podemos citar um portão de garagem que percebe a chegada do carro e abre automaticamente para que ele entre, ou uma geladeira que identifica que o alimento está acabando e avisa a necessidade de comprar mais. Essas informações ocorrem em tempo real e de forma síncrona. 

Em suma, os objetos identificam a situação que está ocorrendo e determinam ações entre si, com pessoas ou com o ambiente, sem intervenção humana e conforme a necessidade da situação.

Segurança e privacidade utilizando a Internet das Coisas

Um dos principais desafios dos desenvolvedores IoT é referente à segurança

Para que o usuário possa ter confiança nesses objetos é necessário garantir que suas informações pessoais não estarão em risco. Afinal, os cibercriminosos podem ter muito interesse nos padrões de comportamento analisados por esses dispositivos.

Para garantir que tais informações não possam ser acessadas por terceiros, os desenvolvedores devem ter atenção especial aos seguintes pontos:

  • Estabelecer sempre padrões de segurança elevados;
  • Realizar análises de vulnerabilidade e testes de segurança;
  • Utilizar protocolos de atualização;
  • Usar criptografia;
  • Monitorar o sistema contra possíveis ameaças.

Contudo, não é só os desenvolvedores que devem se atentar à segurança dos dispositivos IoT: o usuário também deve fazer a sua parte ao comprar apenas sistemas com alta qualidade, utilizar senhas seguras, variadas, só instalar aplicativos das marcas oficiais e mantê-los sempre atualizados.

Benefícios de usar a Internet das Coisas nas empresas

Confira a seguir alguns dos benefícios obtidos por empresas que utilizam a Internet das Coisas em seu dia a dia e veja como essa tecnologia pode afetar os negócios.

Redução de custos

Um dos primeiros benefícios da IoT que podemos citar é a redução de custos operacionais. 

Ao aplicar uma estratégia de Internet das Coisas eficiente, atinge-se uma economia de recursos financeiros, gerados especialmente devido à alta produtividade e eficiência dos processos.

Como exemplo, podemos citar os sistemas que realizam análise em tempo real. Dessa forma, os gestores conseguem analisar padrões e prever situações indesejadas, como a falha de um equipamento e, consequentemente, reduzir os custos de manutenção

Maior produtividade

A aplicação da internet das coisas nas empresas auxilia no aumento da produtividade e da eficiência de sua equipe, justamente pela automatização de processos reduzir drasticamente o tempo de produção e facilitar o trabalho do colaborador.

Consequentemente, o funcionário tem mais disponibilidade para executar funções onde a interferência humana é essencial.

Além disso, com o uso da IoT a necessidade de retrabalho é quase eliminada. Afinal, como as máquinas seguem padrões, é muito rara a ocorrência de falhas na cadeia produtiva.

Novos modelos de negócios

A possibilidade de criação de novos modelos de negócios torna fundamental a necessidade do uso da internet das coisas.

As marcas podem se favorecer da capacidade de coleta de informações e análise preditiva dos sistemas e, com isso, aprender mais sobre o padrão de comportamento dos seus clientes.

Dessa forma, pode-se descobrir qual produto é mais popular ou verificar sazonalidades em sua utilização. 

Também é possível identificar como cada um desses sistemas é utilizado pelo consumidor e utilizar as informações para melhorias ou mesmo para o desenvolvimento de novos produtos que sejam úteis aos clientes.

Melhor controle de ativos

Dentre os exemplos de IoT nas empresas, outro benefício muito importante é o controle de ativos. Quando mal gerido, pode provocar desperdícios e aumento dos custos.

O controle realizado pela IoT permite saber exatamente qual estoque está disponível e quantos estão em produção. Dessa forma, é possível identificar em quanto tempo os ativos aumentarão.

Além disso, a capacidade preditiva da IoT pode identificar o tipo de consumo dos clientes. 

Portanto, o gestor identifica dados sobre qual período o produto tem maior ou menor saída, organizando os seus ativos tendo como base tais informações.

Otimização do gerenciamento de riscos

Outra das aplicações da IoT nas empresas com grande relevância é a área de gerenciamento de riscos

A otimização provocada pela Internet das Coisas nessa área auxilia na redução de riscos e agiliza a interferência em casos emergenciais.

A IoT na gestão de riscos pode ser utilizada, por exemplo, pelo corpo de bombeiros, contando com drones, visão computacional que identifique áreas de calor em um local ou, ainda, softwares que guiem os bombeiros até as vítimas de um incêndio.

Áreas em que a Internet das Coisas pode ser utilizada

A IoT pode ser utilizada nas empresas das mais diversas áreas. Os seus benefícios são notados não apenas em grandes marcas, como também nas pequenas empresas ou até em comércios de bairro. Confira!

Saúde

A internet das coisas pode ser empregada na área de saúde, auxiliando no controle dos pacientes. 

A tecnologia pode estar presente em sistemas que monitoram os batimentos cardíacos, pressão sanguínea e outras informações. Os dados coletados são enviados para o software onde ocorre o gerenciamento dos prontuários, indicando sem demora a necessidade de atenção especial.

Outra utilização da IoT é no controle de inventário dos hospitais, monitorando o suprimento de remédios e equipamentos médicos. 

Em resumo, o sistema emitirá um alerta quando o estoque estiver no mínimo, avisando que é hora de renovar seus suprimentos.

Agropecuária

A utilização da internet das coisas nas empresas agropecuárias provoca um aumento na produtividade do processo de plantio, graças à instalação de sensores nas plantações.

Esses sensores são responsáveis por fornecer informações relativas à temperatura, umidade do solo, nível de chuvas e força dos ventos, que interferem diretamente no resultado das colheitas.

Munidos de tais informações, os agricultores podem prever ações e adiantar-se ao problema, geralmente condições climáticas adversas. Assim, diminuindo ou até mesmo eliminando o prejuízo da safra.

Varejo

A mesma aplicação do estoque inteligente citada anteriormente pode ser empregada no varejo. 

Basicamente, a utilização de prateleiras inteligentes prevê a falta do produto, a média de venda de cada item e horários de picos de venda.

Essas informações armazenadas auxiliam os gestores a compreender o comportamento do consumidor, tais como quais são as marcas mais vendidas ou o período de maior consumo de um determinado produto. 

Assim, ele pode se preparar conforme a demanda, evitando perda de estoque.

Indústria

Além dos exemplos de IoT nas empresas citados anteriormente, destaca-se ainda a sua utilização na indústria. Uma de suas funções mais importantes é a de reduzir o consumo de energia. 

Para isso, são instalados sensores em aparelhos, de modo a controlar o seu consumo e evitar o desperdício de energia. 

Dessa forma, a IoT obtém para a indústria não apenas economia financeira, mas também a redução do impacto ambiental, tornando a empresa mais consciente e com possibilidade de adquirir o Selo Verde.

Internet das Coisas nas empresas

Conheça aplicações reais da IoT nas empresas e veja como ela pode auxiliar o seu desempenho.

Pagamento de salário inteligente

A IoT oferece para as empresas a oportunidade de utilizar sistemas automatizados inteligentes para o pagamento da folha salarial de seus funcionários

Sua utilização resulta em maior produtividade, redução do tempo gasto e economia de recursos.

Funciona da seguinte forma: as informações financeiras de cada colaborador são armazenadas e transferidas. Após cada pagamento, são entregues relatórios financeiros, em que é possível ver todas as transações que foram realizadas.

Um exemplo muito popular de pagamento inteligente é o PIX, que permite pagamentos de forma automática sem a necessidade de informar dados pessoais ou enfrentar filas em bancos.

RH otimizado

Sistemas inteligentes podem modificar o modo como uma empresa aloca os seus funcionários. 

Tudo começa com um teste virtual realizado no momento da entrevista. Em suma, esse teste analisa e armazena no sistema as principais aptidões do indivíduo.

Em seguida, essas informações são combinadas com as necessidades da empresa, armazenadas em outro sistema. Assim, os funcionários são automaticamente alocados na área onde são mais produtivos.

Essa automação do RH provoca maior satisfação nos colaboradores, que executarão tarefas para as quais se sentem preparados, otimiza o tempo gasto nas tarefas e garante um melhor desempenho individual.

Sensores industriais

Muitos pensam que a IoT serve apenas para grandes empresas, mas isso é falso. A internet das coisas para pequenas empresas é uma realidade, e um dos seus sistemas muito utilizados nessas empresas menores são os sensores.

Eles podem estar presentes em carrinhos de supermercado, prateleiras de lojas, veículos automotores ou na porta do estabelecimento. 

Por meio dos sensores, é possível coletar informações como quantos clientes entraram na loja, em qual horário houve maior, o que compraram ou quanto tempo passaram no estabelecimento.

De posse dessas informações, os gestores conseguem controlar melhor os seus estoques, elaborar ações de marketing mais estratégicas ou melhorar o atendimento ao consumidor, sabendo exatamente quais são os seus hábitos e o que eles necessitam.

Omnichannel

Uma empresa omnichannel é aquela que conecta todos os seus canais de compra: lojas físicas, e-commerce, redes sociais, etc, permitindo que o comprador tenha a mesma experiência em todos os meios.

A IoT é de grande valia para tais empresas, pois, com o uso de totens digitais conectados ao e-commerce, por exemplo, o cliente consegue consultar os produtos online, verificar sua disponibilidade, pesquisar tamanhos e modelo e ao finalizar a compra online, escolher entre receber o produto em casa ou buscá-lo na loja mais próxima.

Dessa forma, o cliente pode escolher o que o faz sentir mais confortável, tornando a sua experiência como consumidor inesquecível.

Detectores

Os detectores inteligentes são uma grande utilidade da internet das coisas nas empresas. Seu sistema permite identificar algo e emitir um relatório para outro sistema, onde poderá ser monitorado.

Entre as funções que os detectores podem exercer, destacamos:

  • Detectores de presença nas portas dos estabelecimentos;
  • Detector de capacidade de embalagens, indicando o volume mínimo para o seu fechamento e transporte;
  • Detector de superaquecimento de máquinas.

Esses aparelhos inteligentes possuem múltiplas funções, desde controle de clientes até o monitoramento de temperatura em desktops, sempre oferecendo benefícios reais para os gestores.

Cases de sucesso da IoT nas empresas

Acompanhamento e monitoramento de ativos

A gestão de ativos é muito importante para qualquer indústria. Ao utilizar o cálculo do ROI na implantação do IoT, é possível reorganizar a gestão desses ativos, conferindo maior organização às empresas.

Com o auxílio desses sistemas inteligentes e integrados, a empresa consegue monitorar com eficiência o registro dos seus maquinários, veículos, materiais de escritório, estoque do comércio e funcionários.

Eficiência energética e automação em edifícios

O desperdício de energia é um problema mundial, encontrando-se muito presente na indústria. 

A adoção dos edifícios inteligentes auxiliam neste controle, pois os sistemas identificam o desperdício e tomam ações eficazes para controlá-lo.

Podemos usar como exemplo uma sala onde todas as pessoas saiam e esqueçam a luz acesa. O sistema identifica não haver ninguém na sala e apaga a luz, poupando o gasto desnecessário.

Conclusão

Vimos neste artigo o significado da internet das coisas e como as suas aplicações auxiliam na empresa, gerando inúmeros benefícios. 

Analisando todos os pontos citados, vale muito a pena investir nessa tecnologia, independentemente de qual área de atuação seja o seu negócio. 

Esse conteúdo foi útil para você? Compartilhe com os seus amigos!